segunda-feira, 20 de março de 2017

Sabor amargo


Às vezes pergunto-me: "Como é que as coisas mudaram?".
E porquê que penso isto? Porque razão, tal situação, se instala na minha mente?


Porque em determinada altura algo mudou, mas não para melhor, qual foi o primeiro momento em que não houve disponibilidade, seja ela: mental, física ou simplesmente porque não nos apetece.

Aquela primeira resposta amarga, que deixa aquele dissabor, que gera um desprazer, que denota alguma displicência e que destrói qualquer paciência.

Todos nós fazemos isto? Todos nós já passamos por isto?
Não sei...


A mim deixa-me triste.


3 comentários:

  1. e por vezes fazemos perguntas a nós mesmos, das quais já sabemos a resposta, porque no fundo...
    ...não nos questionaríamos se tudo estivesse bem e não tivesse mudado
    No fundo, no fundo!?
    A tristeza sentida é porque sabemos que a um dado momento...tudo terminou sem que o tivéssemos impedido..
    assim dia após, dia...
    Penso eu de que
    Otília Lopes :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Meus silêncios constroem frases, escrevem letras, palavras que emitem som. Sentimentos que fluem através do coração e extravasam na ponta dos meus dedos.
      Que o som vindo da escuridão da noite ilumine tua alma, percorra teu corpo e aqueça teu coração.

      Sentes o meu toque? "

      Eliminar