quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Vidas passadas

Se tudo estava tão errado, porque é que parecia tão certo?
Se tudo estava tão trocado, porque é que parecia tão exacto, tão correcto?


Senti que te conhecia há tanto tempo, neste mundo e em qualquer outro, nesta vida e na anterior. Parecia que fazias parte de tudo o que eu sabia, de tudo o que eu vivia.


Mas afinal estava tudo tão desligado, tão instável, tão desconexo, tão desagradável.
Trouxemos isto tudo do passado?
Nada, mas absolutamente nada ficou tratado, nada ficou resolvido.


Hoje, não nos vemos, nem sequer falamos, não comunicamos, só nos odiamos.

 



Sem comentários:

Enviar um comentário