domingo, 30 de outubro de 2016

Sofrer e viver

Ainda assim prefiro sofrer!

Prefiro sofrer porque, sem o teu toque, sem o teu beijo, sem o teu cheiro, sem o teu amor ou gracejo, não sabia o que é um coração palpitante, aquela falta de ar sufocante, um voraz afagar de emoções exuberante.

Juntos nutrimos tanta força, entusiasmo, paixão e saudade. Ai a saudade...

Quem nunca sofreu, ainda nem sequer viveu!

 


Sem comentários:

Enviar um comentário