segunda-feira, 24 de outubro de 2016

A verdade da mentira

Adoro quando me mentes!
Porque sei que até a ti te enganas.


Amei quem não devia. Amei quem não me queria. Não houve paz, não houve descanso.

Adoro quando me mentes!
Porque agora já não me enganas.


 

Sem comentários:

Enviar um comentário